Available services

Partilhar

Miguel Sousa Guedes & Irmão Lda.

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/MD/EMP/MSG
Date range
1956 Date is certain to 1971 Date is certain
Dimension and support
18 documentos compostos (11 maços + 2 capas + 5 capilhas)
Extents
1 Metros lineares
Holding entity
Museu do Douro
Producer
Miguel Sousa Guedes & Irmão Lda.
Biography or history
Como consequência da liquidação do barão do Seixo, o seu maior credor, Constantino do Vale Cabral, tornou-se proprietário de um grande stock de vinho do Porto. Conhecedor das qualidades do seu sobrinho Miguel recorreu ao seu auxílio delineando a casa Miguel de Sousa Guedes, que teve início em 1851. O negócio foi-se desenvolvendo consideravelmente, e a Casa adquiriu propriedades no Alto Douro, entre as quais a Quinta das Carvalhas, uma das mais vastas e mais conceituadas da região.

Em 1909, Miguel Guedes deu sociedade ao antigo colaborador, seu irmão mais novo, Agostinho, pelo que a firma adoptou a designação de Miguel de Sousa Guedes & Irmão. Os dois irmãos foram respectivamente vice-cônsul dos Estados Unidos da América e cônsul do México.

Por falecimento deste último, seus filhos, já associados, delegaram a gerência da Casa nos irmãos José Maria, Miguel e doutor Manuel de Sousa Guedes, e um seu cunhado, o engenheiro Casimiro Pereira Leite, que foram auxiliados, na parte técnica, pelo súbdito britânico, Arthur Turner.

Em 1943, todas as quotas foram adquiridas pelo doutor José Maria da Silva e António Pinto da Silva Saavedra, que mantiveram integralmente as tradições da Casa, colaborando nesse propósito o doutor Miguel Sousa Guedes, que continuava na gerência, passando a designar-se Miguel de Sousa Guedes & Irmão, Lda.

Em 1960, a empresa associa-se com a Companhia. Manuel da Silva Reis cede parte da cota à Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro e Manuel Casimiro de Castro de Sousa Guedes sai da sociedade por cotas, findando, definitivamente, a participação da família Sousa Guedes na sociedade. Joaquim Correia Gonçalves mostra interesse em vender a sua cota na sociedade. Em 1963, Manuel da Silva Reis e Rosa Maria Guimarães Ferreira de Castro de Silva Reis cedem as suas partes como sócios individuais da empresa à firma Richard Hooper & Sons (Portugal).

Por esta altura, a Assembleia Geral decide vender a sua participação na firma Richard Hooper & Sons (Portugal) à Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro, renunciando à gerência dessa sociedade.

Em 1965, é nomeado como gerente Feliciano Santiago, provador de vinhos, que havia sido sócio da Sociedade de Vinhos Santiago, Lda.

Em 1966, a Richard Hooper & Sons, Lda., cede a sua participação à empresa Real Companhia Vinícola do Norte de Portugal, sociedade anónima de responsabilidade limitada (SARL), ficando a gerência da empresa a cargo desta última.

Em 1972, quando da criação da Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro e Real Companhia Vinícola do Norte de Portugal (Agrupamento Complementar de Empresas, SARL), participa na sua fundação.

Em 1973 a Empresa Miguel de Sousa Guedes & Irmão, Lda., transfere para a Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro, SARL todos os bens do seu activo, completando a integração naquela Companhia, pelo que esta extingue-se, após quase 120 anos de existência.



Acquisition information
Documentação encontrada na Casa da Companhia do Peso da Régua, aquando das obras de recuperação para instalação do Museu do Douro.
Scope and content
Copiador de correspondência expedida, correspondência recebida, notas de despesas, contratos comerciais, recibos, registo de sinais, prestações e liquidações, registo de entrada de uvas, notas de entrega, guias de trânsito, autorizações de trânsito e armazenamento, guias de remessa, boletins de existência de vinhos, notas de medição de vinhos, relações de vinhos armazenados, relações de cascos, tabelas de preços de vinhos e rótulos.
Arrangement
Classificação funcional. Ordenação dos documentos, dentro das séries, mediante o critério cronológico.
Access restrictions
A documentação deste fundo é de consulta livre.
Conditions governing use
Reprodução condicionada pelo fim a que se destina, tipo, tamanho e estado de conservação do documento.
Related material
Real Companhia Velha (PT/MD/EMP/RCV)
 
Lang=pt   Lang=