Available services

Partilhar

Real Companhia Velha

Description level
Fonds Fonds
Reference code
PT/MD/EMP/RCV
Date range
1812 Date is certain to 1996 Date is certain
Dimension and support
218 documentos compostos (185 maços + 24 livros + 2 capilhas + 7 caixas)
Extents
17 Metros lineares
Holding entity
Museu do Douro
Producer
Real Companhia Velha
Biography or history
Em 1756, no âmbito da política pombalina de fomento económico e reorganização comercial do país, foi criada a Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro (diploma de 10-9-1756), com a missão de garantir e promover a produção e comercialização dos vinhos do Alto Douro e limitar o predomínio e o controle desta actividade económica pelos ingleses. A Instituição é desde logo dotada de amplas prerrogativas e privilégios de poderes públicos, com jurisdição própria, sendo responsável pela demarcação da região do Douro, qualificação dos seus vinhos, controlo da genuinidade do vinho de embarque e taxação de vinhos no Norte de Portugal; realização de obras públicas, obras de navegabilidade do rio Douro, obras da barra do Porto, estradas e prestação de outros serviços públicos como o ensino técnico.

Considerando a sua natureza, funções e relações com o estado, a sua história pode ser dividida em cinco períodos:



1. Companhia Geral da Agricultura, Empresa Majestática (1756-1834) – Após a revolução liberal de 1820 e a independência do Brasil em 1822, a Companhia foi objecto de várias tentativas de extinção. Com o decreto de 30-05-1834, a Companhia, perde todos os seus privilégios, autoridades e prerrogativas de regulação e disciplina pública.



2. Companhia dos Vinhos do Porto, sociedade comercial (1834-1838) – Período de transição correspondente a uma nova etapa da vida da Companhia, obrigada a abandonar a sua tradicional designação, a formar novos estatutos (17-11-1837) e a traçar uma estratégia de sobrevivência, mantendo-se como corpo comercial.



3. Companhia Geral da Agricultura, com funções de disciplina e fiscalização económica (1838-1852) – O Estado reconhece, pelas funções que comete à Companhia, a importância do saber acumulado e das suas infra-estruturas para a regularização da produção, transporte e comércio do vinho do Alto Douro. Neste período podemos distinguir um primeiro tempo de funções de política e disciplina (1838-1843) e um segundo tempo de reforço dos poderes delegados pelo Estado à Companhia (1843-1852).



4. Companhia Geral da Agricultura, simples sociedade comercial (1852-1960) – A Companhia começa a distribuir dividendos aos seus accionistas a partir de 1861, passa a sociedade anónima em 19678 e acertou contas com o Estado em 1937.



5. A Companhia Geral de Agricultura das Vinhas do Alto Douro, sob administração de Manuel da Silva Reis (1960-2000) – Graças à iniciativa de Manuel da Silva Reis, a partir de 1960, a Companhia conheceu uma significativa expansão dando início a um processo de fusões com a absorção de outras empresas de vinhos do Porto. Este alargamento da sua actividade, que veio a dar origem ao maior grupo económico ligado ao vinho do Porto, foi duramente abalado na sequência da revolução de 25 de Abril de 1974, para, a partir de 1978, procurar renascer.

Durante a sua existência a Companhia tem sido conhecida por várias designações: «Companhia do Alto Douro», «Companhia dos Vinhos do Alto Douro», «Companhia dos Vinhos do Porto», «Real Companhia dos Vinhos do Porto», «Companhia Real do Porto», «Royal Oporto Wine Company», «Real Companhia Velha» (designação que adoptou a partir da Real Companhia Vitícola do Norte de Portugal para se distinguir desta) e «Real Companhia dos Vinhos». Algumas das designações ainda mantém, devidamente registadas.

Acquisition information
Documentação encontrada na Casa da Companhia do Peso da Régua, aquando das obras de recuperação para instalação do Museu do Douro.
Scope and content
Copiadores de correspondência expedida, copiadores de correspondência expedida relativa a contabilidade, rascunhos de correspondência expedida, correspondência recebida, ordens de serviço, registo de chamadas telefónicas, agendas, editais, declarações, documentos jurídicos, apontamentos, documentos de receita e despesa, depósitos na Casa do Douro, folhas de vencimentos, notas de contabilidade, talões de recibos de rendas, talões de depósitos, declarações de compra de acções, documentos e livros de caixa, contratos comerciais, listagens de pagamentos, balanços, relações de abonados, registo de despesas, recibos, recibos de sinais pagos, receitas e despesas com serviços, folhas de despesas, contas correntes, contas dos feitores, contas correntes de carregação de vinhos, relações de compra e venda de vinhos, relações de compra de flor de enxofre, declarações de venda de vinhos à Companhia, relações de abonados, despesas com carretos, folhas de ordenados para descontos destinados à Caixa Sindical, folhas de pessoal, notas de serviços prestados, pagamento de quotas, inventários, inventários das quintas, relações de compra e arrendamento de imóveis, requisições de material, orçamentos, documentação relativa às obras da Igreja Matriz de São José de Godim, procurações, arrolamentos de vinhos, manifestos de vinho de novidade, relações de vinhos de novidade, declarações de exame de vinhos pelo Júri Qualificador, declarações de venda de vinhos, registo de entrada de uvas, guias de entrega de uvas à Casa do Douro, declarações de produção, listagens de vinhos de mesa, relações de viticultores autorizados a benefício, circulares de autorização de benefício, cartões de benefício, cartas de barco, guias de transporte, recibos de medição e entrega de vinhos, talões de transporte de uvas, declarações de existências, registo de graduações, notas de entrega de aguardente.
Accruals
Espera-se, num futuro próximo, a incorporação do fundo da Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro, que se encontra presetemente em espaço próprio num dos edifícios da empresa Real Companhia Velha, em Vila Nova de Gaia.
Arrangement
Classificação orgânico-funcional. Ordenação dos documentos, dentro das séries, mediante o critério cronológico.
Access restrictions
A documentação deste fundo é de consulta livre.
Conditions governing use
Reprodução condicionada pelo fim a que se destina, tipo, tamanho e estado de conservação do documento.
Physical characteristics and technical requirements
Contém documentos em mau estado de conservação.
Related material
Miguel de Sousa Guedes & Irmão, Lda (PT/MD/EMP/MSG)
 
Lang=pt   Lang=